Categorias
Marcelo Taguatur

Sertões 2021: Marcelo Medeiros fica na terceira posição entre os Quadriciclos

O maranhense Taguatur Racing Team, pentacampeão da maior competição fora de estrada das Américas, venceu a oitava e última etapa do evento. Piloto da Yamaha YFM 700R #100 concluiu os 152 quilômetros da especial deste sábado em 03h01min31seg.

Arapiraca (PE) — A briga pelo pentacampeonato de Marcelo Medeiros nos Quadriciclos no Sertões ficou para 2022. O maranhense da Taguatur Racing Team terminou a 29ª edição da maior competição de rali das Américas na terceira colocação geral da categoria, acumulando um total de 40h05min25seg para os 2.069,9 quilômetros de especiais cronometradas do evento e um total de 3.217,67 quilômetros de roteiro. Na oitava e ultima etapa, realizada este sábado, entre Delmiro Gouveia e Arapiraca, no Estado de Alagoas, piloto da Yamaha YFM 700R #100 foi o mais rápido, finalizando os 152 quilômetros do trecho cronometrado em 03h01min31seg, mas resultado não foi suficiente para subir na classificação geral da categoria.

Medeiros vinha bem, vencendo quase todas as etapas da competição, o prólogo e foram seis vitórias e um segundo lugar. E, antes da sétima etapa, chegou a abrir vantagem de mais de 25 minutos em relação ao argentino Manuel Andujar, que venceu este 29º Sertões, trazendo na bagagem o título na última edição do Dakar. Na sexta-feira, um erro de posicionamento na trilha, já na metade da especial, fez com que batesse em uma lomba alta e ser arremessado, danificando o equipamento e sofrendo leves lesões, por sorte ficou só nisso. Por não ter finalizado a prova, tomou um penal de 11h15min, o que comprometeu seu acesso ao que seria o quinto título nos Sertões.

“Imprimi um ritmo forte desde a primeira etapa, com segurança e consciente. Fora a sétima etapa que vinha em primeiro até a queda que impossibilitou permanecer na prova, completei todas as etapas sem problemas e mantive o foco, a concentração e o ritmo até o final. Foi bom chegar aqui, foi um dos ralis mais difíceis que participei, com especiais longas, trechos com alto grau de dificuldade, mas estou feliz por ter completado e saber que estamos competitivos. E devo isto não só a mim, mas toda a minha equipe, que sem eles não conseguiria chegar aqui, mas também a todo o povo do Maranhão que torceu por mim”, afirma o piloto Marcelo Medeiros.

Neste sábado, a caravana dos Sertões partiu para a final da maior competição fora de estrada das Américas. A etapa do dia teve o menor deslocamento desta edição – um total de 249 quilômetros, somando os trechos inicial, cronometrado e final, atravessando boa parte do Estado de Alagoas, entre Delmiro Gouveia e Arapiraca. A especial do dia, de 152 quilômetros, foi “curta e grossa”, e nem por isso menos difícil ou menos prazeroso do que foram todas as etapas até aqui. Começou percorrendo por fazendas, em trilhas sinuosas.  Estava prevista a travessia de rio, mas devido às condições climáticas este pedaço foi cancelado e substituído por zona de radar.

A seguir, o percurso incluiu trechos em trial de pista estreita, de média complexidade. Na sequência, a trilha continua fechada, mas permitiu acelerações mais rápidas, mas não tão altas. No terço final, voltou a ficar travada, ainda estreita, em trilhas que exigiram bastante da navegação, e que terminaram no alto de uma serra. Na continuação, uma descida espetacular de 300 metros. Os 30 quilômetros finais do trecho cronometrado foi de muita quebradeira. Nova série de triais bem estreitos, em lajes, que demandaram muita perícia na pilotagem para não estragar o equipamento. No meio deles, dois cotovelos considerados a “cereja do bolo” do dia. Saindo dos triais, a especial seguiu prazerosa até o final. Os conjuntos, na sequência, partiram em deslocamento final de 87 quilômetros, até o planetário e Casa da Ciência de Arapiraca, onde está o acampamento da “Vila Sertões”.

A nona etapa do 29º Sertões, que aconteceria neste domingo, 22, entre Arapiraca (AL) e Tamandaré (PE) foi cancelada devido às condições climáticas que podem prejudicar a segurança dos competidores. Para validar os títulos dos campeões e os pódios de todas as categorias, Motos, Quadriciclos, UTVs e Carros, com as especiais acabando hoje, com os carros no Parque Fechado em Tamandaré (PE). No entanto, o deslocamento e chegada até a cidade final e a cerimônia de premiação estão mantidas na programação e acontecem no Forte de Santo Inácio de Loyola, na praia pernambucana de Carneiros.

Marcelo Medeiros correu o 29º Sertões com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte.

RESULTADO DA 8ª ETAPA / QUADRICICLOS (extra-oficial)

– “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)

1)#100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 03h01min31seg

2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 03h12min54seg

3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 03h22min32seg

RESULTADO GERAL APÓS OITO ETAPAS – QUADRICICLOS (extra-oficial)

1) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 32h57min38seg

2) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 35h11min18seg

3) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 40h05min25seg

O ROTEIRO DO SERTÕES 2021

Domingo, 22/08 – 9ªetapa – CANCELADA

– “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)

Deslocamento total = 344 km

Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.217,67  km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.069,9 km

Mais informações da equipe:

Facebook e Instagram: @marcelomedeiros10

Consultoria e Assessoria de Comunicação:

SiG Comunicação | sig@sigcomunicacao.com.br

Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos | Josi Castro

+55 (11) 99972-6966 / (11) 98663.1742

Crédito fotos: Marcelo Maragni/Fotop | Gustavo Epifanio/Fotop | Marcelo Machado de Melo/Fotop | Victor Eleuterio/Fotop

Categorias
Marcelo Taguatur

Marcelo Medeiros sofre acidente e segue na terceira posição entre os Quadriciclos do Sertões 2021

O piloto da Taguatur Racing Team, do Yamaha YFM 700R #100, teve leves escoriações na sétima etapa da competição. A equipe corre contra o tempo para colocar o equipamento em condições de largar na manhã deste sábado.

Delmiro Gouveia (AL) — Marcelo Medeiros, da Taguatur Racing Team, não completou a sétima etapa do 29º Sertões, nesta sexta-feira, 20. No trecho “Lampião”, que saiu de Petrolina (PE) e chegou em Delmiro Gouveia (AL), por volta do km 270, o piloto não viu um obstáculo e acabou voando e tombando com sua Yamaha YFM 700R #100, que ficou avariado. Medeiros só sofreu lesões leves e passa bem. Equipe de apoio está trabalhando para colocar a máquina em condições de largar neste sábado. O maranhense levou a penalidade de 11h15min na somatória geral de tempos por não ter completado a prova e acumula 37h03min53seg, o terceiro entre os quadriciclos.

“Eu estava vindo bem e na frente. Mas teve um trecho da etapa bem sinuoso e travado, mas naquela referência, tinha um aviso de desvio pela esquerda, e no lado direito havia uma lombada muito alta. Como eu estava em uma velocidade alta, acabei não pegando o caminho certo, segui a direita e acabei sendo arremessado. Graças a Deus a equipe médica agiu rápido e foi perfeito. Agora meu apoio está ajeitando o quadriciclo para largarmos amanhã, se tudo der certo”, conta Medeiros.

A etapa desta sexta-feira do 29º Sertões teve belas paisagens, em região de montanhas e cânions. O trajeto de 240 quilômetros, entre Petrolina (PE) e Delmiro Gouveia (AL) e batizado de “Lampião”, passou por lugares históricos onde o lendário personagem usou como esconderijo para seu bando de cangaceiros. Foi marcada por três partes distintas. Nos primeiros 80 quilômetros, os destaques foram as várias passagens de rios. No segundo terço da prova, o trecho ficou estreito e sinuoso, alternando subidas e decidas de serra, bem prazeroso de pilotar. Na terceira parte, as areias tomaram conta do caminho. Primeiro mais pesado, que foi ficando leve a medida que se aproximava da final da especial. Pra completar o dia, o deslocamento final com cerca de 62 quilômetros em rodovia, até a Cidade Universitária alagoana, onde a caravana da competição está instalada até amanhã cedo.

Neste sábado, começa a reta final da maior competição fora de estrada das Américas. A caravana dos Sertões terá o menor deslocamento desta edição – um total de 249 quilômetros, somando os trechos inicial, cronometrado e final, atravessando boa parte do Estado de Alagoas, entre Delmiro Gouveia e Arapiraca. A especial do dia, de 152 quilômetros, promete ser “curta e grossa”, e nem por isso menos difícil ou menos prazeroso do que foram todas as etapas até aqui. Começa percorrendo por fazendas, em trilhas sinuosas, seguido pela travessia de um único rio. A seguir, o percurso incluirá trechos em trial em pista estreita, de média complexidade. Na sequência, a trilha continua estreita, mas permite acelerar para velocidades mais rápidas, mas não tão altas.

No terço final, volta a ficar travada, ainda estreita, em trilhas que vão exigir bastante do navegador, que terminam no alto de uma serra. Na continuação, uma descida espetacular de 300 metros. Os 30 quilômetros finais do trecho cronometrado reserva muita quebradeira. Nova série de triais bem estreitos, em lajes, que vão exigir da perícia do piloto para não estragar seu equipamento. No meio deles, dois cotovelos considerados a “cereja do bolo” do dia. Saindo dos triais, a especial segue prazerosa até o final. Os conjuntos seguirão na sequencia em desloccamento final de 87 quilômetros, até o planetário e Casa da Ciencia de Arapiraca, que sediará o acampamento da “Vila Sertões”.

O ponto final do 29º Sertões será em Tamandaré (PE), onde acontecerá a chegada no domingo, dia 22, e também será sede da cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.


RESULTADO DA 7ª ETAPA / MARATONA – QUADRICICLOS (extra-oficial)
– “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)
1) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 03h32min06seg
2) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 04h08min54seg
3) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 11h15min00seg


RESULTADO GERAL APÓS SEIS ETAPAS – QUADRICICLOS (extra-oficial)
1) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 29h46min16seg
2) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 31h54min42seg
3) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 37h03min53seg

Próximos trechos do SERTÕES 2021:

Sábado, 21/08 – 8ª etapa
– “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)
DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km
Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

Domingo, 22/08 – 9ªetapa
– “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)
DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km
Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

Mais informações da equipe:
Facebook e Instagram: @marcelomedeiros10

Consultoria e Assessoria de Comunicação:

SiG Comunicação | sig@sigcomunicacao.com.br
Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos | Josi Castro
– (11) 99972-6966 / (11) 98663.1742

Crédito fotos: Fotop

Categorias
Marcelo Taguatur

Marcelo Medeiros segue invicto na liderança dos Quadriciclos na sexta etapa do Sertões 2021

O maranhense Yamaha YFM 700R #100 ampliou sua vantagem em mais de 25 minutos de vantagem, após completar a segunda perna da maratona. Piloto da Taguatur Racing Team concluiu os últimos 328 quilômetros da Maratona em 04h29min49seg e acumula 25h48min53seg na cronometragem geral da categoria.

Petrolina (PE) — Após terminar a segunda perna da maratona do 29º Sertões representante maranhense nos Quadriciclos aumentou sua vantagem na liderança da categoria. Marcelo Medeiros foi o mais rápido do dia e concluiu os 328 quilômetros da sexta etapa da maior competição off-road das Américas, entre Xique-Xique (BA) e Petrolina (PE), denominada “Velho Chico” em 04h29min49seg. Com este resultado, o piloto da Yamaha YFM 700R #100, da Taguatur Racing Team, soma 25h48min53seg no tempo acumulado geral da categoria, ficando a mais de 25 minutos que o segundo colocado.

Nesta quinta-feira, o trajeto especial cronometrado dos Sertões alternou pistas de média e alta velocidade, um pouco travada no meio, com trechos sinuosos, pedras, erosões, piso em cascalho e piçarras, finalizando com longas retas de alta velocidade em areia. A etapa foi batizada de “Velho Chico”, já que uma parte do trecho cronometrado de prova passará ao lado da transposição do Rio São Francisco, repleto de belas paisagens no roteiro. A caravana da prova está acampada no Pátio de Eventos Ana das Carrancas, onde as máquinas passam por revisões e reparos após as duas duras etapas de maratona, nas quais os competidores não puderam contar com ajuda externa.

“Graças à Deus fizemos a segunda perna da maratona, sem apoio nenhum de mecânicos. Hoje foi um dia para completar, fazer uma prova tranquila e com cuidado administrando a vantagem. Deu tudo certo, sem problemas na navegação nem no quadriciclo. Ainda é cedo para comemorar, pois temos mais três etapas pela frente. Sertões só termina no último dia”, afirma o cauteloso Marcelo Medeiros, que corre com foco no seu pentacampeonato na competição.

A sétima etapa do 29º Sertões promete ser mais um trecho com belas paisagens, em região de montanhas e cânions. Batizado de “Lampião”, o trajeto de 240 quilômetros entre Petrolina (PE) e Delmiro Gouveia (AL) passa pelos mesmos lugares onde o lendário personagem usou para se esconder dos coroneis, segundo reza a história. E terá três partes bem marcadas. O primeiro terço de prova o destaque são as várias passagens de rios. Depois do abastecimento, o trecho fica estreito e sinuoso, alternando subidas e decidas de serra, bem prazeroso de pilotar. Na terceira parte, as areias tomam conta do caminho. Primeiro mais pesado, que vai ficando leve a medida que se aproxima da final da especial. O deslocamento final é curto, com cerca de 62 quilômetros, até a Cidade Universitária, onde a caravana finca acampamento.

O rali passará ainda por Arapiraca (AL) e Tamandaré (PE), onde acontecerá a chegada no dia 22, e será sede da cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.

RESULTADO DA 6ª ETAPA / MARATONA – QUADRICICLOS (extra-oficial)
– “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)
1)#100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 04h29min49seg
2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 04h34min33seg
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 4h48min40seg


RESULTADO GERAL APÓS SEIS ETAPAS – QUADRICICLOS (extra-oficial)
1) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 25h48min53seg
2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 26h14min09seg
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 27h45min48seg



Próximos trechos do SERTÕES 2021:

Sexta-feira, 20/08 – 7ª etapa
– “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)
DI – 139 km | TE – 240 km | DF – 62 km |TOTAL= 441 km
Local de chegada: Cidade Universitária

Sábado, 21/08 – 8ª etapa
– “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)
DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km
Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

Domingo, 22/08 – 9ªetapa
– “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)
DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km
Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

Mais informações da equipe:
Facebook e Instagram: @pilotomarcelomedeiros

Consultoria e Assessoria de Comunicação:

SiG Comunicação | sig@sigcomunicacao.com.br
Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos | Josi Castro
– (11) 99972-6966 / (11) 98663.1742

Crédito fotos: Fotop

Categorias
Marcelo Taguatur

Sertões 2021: Marcelo Medeiros amplia vantagem na liderança dos Quadriciclos na quinta etapa

O piloto da Yamaha YFM 700R #100 abriu quase vinte minutos de vantagem após os primeiros 329 quilômetros da Maratona, concluindo o trecho em 05h05min17seg0. Maranhense da Taguatur Racing Team acumula 21h19min51seg8 na cronometragem geral da categoria.

Xique-Xique (BA) — Marcelo Medeiros segue firme e focado em busca de seu quinto título entre os Quadriciclos no Sertões. Nesta quarta-feira, o maranhense da Taguatur Racing Team finalizou a primeira “perna” da Maratona do 29º Sertões, correspondente à quinta etapa da competição, na liderança absoluta, concluindo o trecho de 329 quilômetros da especial do dia, entre São Raimundo Nonato (PI) e Xique-Xique (BA), em 05h05min17seg0. O resultado alçou o piloto da Yamaha YFM 700R #100 a uma posição confortável na liderança da categoria. No acumulado geral de tempos, soma 21h19min51seg8, vinte minutos a mais que o segundo colocado.

Como em toda edição do Sertões, as etapas de maratona são as que mais exigem do conhecimento de pilotagem, de navegação e de mecânica dos competidores. Afinal, nestas provas eles se valem da própria experiência técnica com suas máquinas em caso de problemas, sem poder contar com o apoio externo da equipe. Nesta primeira perna de 329 quilômetros, a especial trouxe uma marca inédita na história da competição: foram, ao todo, mais de 220 quilômetros de areia pesada dentro do trecho cronometrado.

Quadriciclo #100 de Marcelo Medeiros (Rodrigo Barreto/Fotop)

O percurso começou com trilhas estreitas em pisos de cascalho, alternando com os areiões ainda no primeiro quarto de prova. A prova do dia ainda reservou buracos, valetas e erosões pelo caminho. Os últimos 40 quilômetros passaram novamente em piso de areião, nos quais os pilotos “comeram” muita poeira. Do final da especial até o parque fechado, foram 100 quilômetros de deslocamento, em trechos de rodovia e travessia de balsa. No Parque Aquático Ponta das Pedras, onde está sediado o parque fechado para os carros e motos, os competidores só tiveram 30 minutos para reajustar seus equipamentos para a largada da segunda perna da prova.

Marcelo Medeiros com o colar de líder nos quadriciclos. (Vinicius Branca/Fotop)

“Foi como correr em casa, pois é bem o estilo de piso que encontro no Maranhão. Estou bem satisfeito com o resultado e acredito que, administrando bem a vantagem, possamos conquistar mais um título”, afirma Marcelo Medeiros.

Para quinta-feira, o maior rali das Américas segue para Petrolina (PE), na segunda perna da maratona. Mas o caminho até lá, ao que tudo indica, tem tudo para estar bem ao gosto de quem aprecia uma boa prova off-road. Promete ser uma especial rápida, com pistas de média e alta velocidade, um pouco travada no meio, com trechos sinuosos, pedras, erosões, piso em cascalho e piçarras, finalizando com longas retas de alta velocidade em areia. A etapa foi batizada de “Velho Chico”, já que uma parte do trecho cronometrado de prova passará ao lado da transposição do Rio São Francisco, o que garantirá aos participantes belas paisagens no roteiro.

Terminando a especial, a caravana terá 148 quilômetros de deslocamento final até o Pátio de Eventos Ana das Carrancas, local que sediará a Vila Sertões, ao final da sexta etapa.

O rali passará ainda por Delmiro Gouveia (AL), Arapiraca (AL) e Tamandaré (PE), onde acontecerá a chegada no dia 22, e será sede da cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.

RESULTADO DA 5ª ETAPA / MARATONA – QUADRICICLOS (extra-oficial)

– “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)

1)#100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 05h05min17seg0

2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 05h19min06seg0

3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 05h34min18seg7

RESULTADO GERAL APÓS CINCO ETAPAS – QUADRICICLOS (extra-oficial)

1) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 21h19min51seg8

2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 21h39min36seg2

3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 22h57min01seg1

– 

Próximos trechos do SERTÕES 2021:

Quinta-feira, 19/08 – 6ª etapa

– “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)

DI – 0 km | TE – 328 km | DF – 148 km |Total = 476 km (FIM MARATONA)

Local de chegada: Pátio de evento Ana das Carrancas

Sexta-feira, 20/08 – 7ª etapa

– “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)

DI – 139 km | TE – 240 km | DF – 62 km |TOTAL= 441 km

Local de chegada: Cidade Universitária

Sábado, 21/08 – 8ª etapa

– “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)

DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km

Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

Domingo, 22/08 – 9ªetapa

– “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)

DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km

Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

Mais informações da equipe:

Facebook e Instagram: @marcelomedeiros10

Assessoria de Imprensa e Consultoria de Comunicação:

SiG Comunicação – sig@sigcomunicacao.com.br

Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos | Josi Castro

+55 (11) 99972-6966 / (11) 98663.1742

Foto capa da matéria: Marcelo Maragni/Fotop

Categorias
Marcelo Taguatur

Sertões 2021: Marcelo Medeiros é o mais rápido dos Quadriciclos na quarta etapa

Maranhense da Taguatur Racing Team conclui os 316 km de especial em 4h46min33seg, mantém a liderança da categoria e abre vantagem de quase seis minutos em relação ao segundo colocado, somando 16h14min34 na cronometragem acumulada.

São Raimundo Nonato (PI) — Marcelo Medeiros foi o mais rápido entre os quadriciclos na quarta etapa do 29º Sertões, que aconteceu nesta terça-feira, 17. A bordo de sua Yamaha YFM 700R #100, o maranhense completou os 316 quilômetros da especial “Laço do Vaqueiro”, que circundou a região de São Raimundo Nonato (PI), em 4h46min33seg. O piloto da Taguatur Racing Team abriu quase seis minutos de vantagem na cronometragem total da prova em relação ao segundo colocado, acumulando.

A especial desta terça-feira teve percurso ainda dentro da Serra da Capivara. De formato e roteiro inédito dentro de todo histórico dos Sertões, os competidores tiveram uma prévia do que os espera nas duas próximas etapas de maratona, já que, excepcionalmente, não puderam contar com sua equipe de apoio enquanto a prova corria. O trajeto incluiu passagem pelos cânions locais e pela vegetação de caatinga. O início da prova foi intercalado entre trechos de trial pesado, com pedras grandes, para depois seguir em piso arenoso, com radar e muitas lombas altas.

No meio do trajeto, outro trial técnico difícil, com paredes de pedra, caindo em trecho sinuoso com muita vegetação de cactos, mandacarus e xique-xique. Na sequência, pistas de alta velocidade, as mais rápidas desta edição. O último quarto da prova os pilotos passaram por outros trechos mais sinuosos, com riachos secos, piso com muitas quebradeiras e buracos, até voltar à bolha. Foi considerada a etapa que mais exigiu o alto nível técnico dos participantes.

“Gostei muito desta etapa. Não tive grandes problemas de navegação e o quadriciclo correu bem. Foi uma especial que teve de tudo que uma prova off-road poderia conter. Trial, trecho sinuoso, de reta, enfim, muito completa. Estou feliz pelo meu resultado e, agora, a estratégia é manter a posição no geral para a conquista do penta”, aposta Marcelo Medeiros.

Nesta quarta-feira, a caravana dos Sertões segue rumo à Bahia, precisamente para a cidade de Xique-Xique, no percurso da primeira perna da Maratona. Serão duas etapas consecutivas, nas quais os competidores correrão novamente sem apoio das equipes, se valendo dos próprios conhecimentos mecânicos em caso de problemas com a máquina, até a chegada em Petrolina (PE). Neste primeiro trecho de 329 quilômetros, a especial inicia com trechos estreitos e pista de cascalho até o km100. Daí, serão outros 60km em piso de areia, voltando em seguida para piso de cascalho. Nos últimos 40 quilômetros no trajeto, mais areia pela frente até a linha de chegada. Na sequência, um deslocamento final de 100 km em rodovia e travessia de balsa até chegar no Parque Aquático Ponta das Pedras, onde será sediado o parque fechado. Lá, os competidores terão apenas 30 minutos para reparos, revisões e manutenções.

O rali passará ainda por Petrolina (PE), Delmiro Gouveia (AL), Arapiraca (AL) e Tamandaré (PE), onde será a chegada no dia 22, e sediará a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.

RESULTADO DA 4ª ETAPA – QUADRICICLOS (extra-oficial)
– “Laço do Vaqueiro”: S. Raimundo Nonato (PI)
1)#100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 04h46min33seg0
2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 04h51min25seg0
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 05h06min51seg6

RESULTADO GERAL APÓS QUATRO ETAPAS – QUADRICICLOS (extra-oficial)
1) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 16h14min34seg0
2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 16h20min29seg5
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 17h22min49seg4

Próximos trechos do SERTÕES 2021:

Quarta-feira, 18/08 – 5ª etapa – “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)
DI – 14 km | TE – 329 km | DF – 100 km |Total = 422 km (MARATONA)
Local de chegada: Parque Aquático Ponta das Pedras

Quinta-feira, 19/08 – 6ª etapa
– “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)
DI – 0 km | TE – 328 km | DF – 148 km |Total = 476 km (FIM MARATONA)
Local de chegada: Pátio de evento Ana das Carrancas

Sexta-feira, 20/08 – 7ª etapa
– “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)
DI – 139 km | TE – 240 km | DF – 62 km |TOTAL= 441 km
Local de chegada: Cidade Universitária

Sábado, 21/08 – 8ª etapa
– “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)
DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km
Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

Domingo, 22/08 – 9ªetapa
– “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)
DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km
Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

Mais informações da equipe:
Facebook e Instagram: @marcelomedeiros10

Assessoria de Imprensa e Consultoria de Comunicação:

SiG Comunicação – sig@sigcomunicacao.com.br
Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos | Josi Castro
+55 (11) 99972-6966 / (11) 98663.1742

Categorias
Marcelo Taguatur

Marcelo Medeiros assume a liderança na geral dos Quadriciclos do Sertões 2021

Após as correções de bônus e penalidades, antes da largada desta segunda feira, e com o resultado da terceira especial da competição, o maranhense da Taguatur Racing Team reconquista o primeiro lugar na competição, somando 11h28min01seg, mais de um minuto de vantagem sobre o segundo colocado.

São Raimundo Nonato (PI) — Marcelo Medeiros, da Taguatur Racing Team, acaba de reassumir a ponta entre os Quadriciclos na 29ª edição dos Sertões. Com as correções de cronometragem, após a segunda etapa, e conservando a segunda colocação na terceira especial da competição, o maranhense da Taguatur Racing Team, com sua Yamaha YFM 700R #100, acumula 11h28min01seg no tempo geral da prova, pouco mais de um minuto a frente do segundo colocado. Na especial desta segunda-feira, entre Araripina (PE) e São Raimundo Nonato (PI), o piloto completou os 220 quilômetros em 3h30min02seg.

O trajeto cronometrado desta terceira etapa entrou no Parque Nacional da Serra da Capivara, um dos mais antigos sítios arqueológicos das Américas, com pinturas rupestres com mais de 50 mil anos de história. O caminho, por região montanhosa, foi repleto de muitas pedras, passagens por pontes altas e trechos que exigiram alta atenção do piloto. A especial foi muito travada, com pistas mais estreitas. Apenas  no final da especial os competidores passaram por trecho de areia de 15 km, chegando a pouco mais de 45 quilômetros da bolha de São Raimundo Nonato (PI).

O equipamento está tranquilo, chegou bem, só fazer uma revisão de rotina e estará pronto para amanhã. Para próxima etapa tenho que acelerar e aumentar a diferença”, relata Marcelo Medeiros.

O percurso amanhã deve ser bem parecido com o de hoje. Começa bem rápida e segue por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova volta a ficar rápida até a chegada. Tem muita disputa pela frente”, conclui o piloto.

Nesta terça-feira, 17, a caravana dos Sertões permanece em São Raimundo Nonato e, os competidores, terão uma prévia do que reservam as etapas de maratona. A especial, denominada “Laço do Vaqueiro”, terá 316 quilômetros de especial, que circundará a localidade, ainda dentro da Serra da Capivara, nos quais os competidores não poderão contar com sua equipe de apoio enquanto estiver acontecendo o percurso da prova. Será um trecho inédito em toda história dos Sertões, em que as máquinas percorrerão pelos cânions locais e pela vegetação de caatinga.

O início do percurso intercalará trechos de trial pesado, com pedras grandes, para depois seguir em piso arenoso, com radar e muitas lombas altas. No meio do trajeto, outro trial técnico difícil, com pareces de pedra, caindo em trecho sinuoso com muita vegetação local. Na sequência, pista de alta velocidade. O último quarto da prova reserva outros trechos mais sinuosos, com riachos secos, piso com muitas quebradeiras e buracos, até voltar à Vila Sertões. Será a etapa que exigirá o mais alto nível técnico dos competidores e a que terá as retas de mais alta velocidade de toda competição.

O rali passará  ainda por  Xique-Xique (BA), Petrolina (PE), Delmiro Gouveia (AL), Arapiraca (AL) e Tamandaré (PE), onde será a chegada no dia 22, e sediará a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.

RESULTADO DA 3ª ETAPA – QUADRICICLOS (extra-oficial)

– “São Raimundo Nonato”: Araripina (PE) / São Raimundo Nonato (PI)

1) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 03h27min08seg3

2) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 03h30min02seg8

3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 03h38min47seg7

RESULTADO GERAL APÓS DUAS ETAPAS – QUADRICICLOS (extra-oficial)

1) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 11h28min01seg0

2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 11h29min04seg5

3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 12h15min57seg8

Próximos trechos do SERTÕES 2021:

Terça-Feira, 17/08 – 4ª etapa – “Laço do Vaqueiro”:  S. Raimundo Nonato (PI)

DI – 0 km |TE – 316 km |DF – 5 km | Total= 321 km

Local de chegada: Parque de Exposições – São Raimundo Nonato (PI)

Quarta-feira, 18/08 – 5ª etapa – “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)

DI – 14 km | TE – 329 km | DF – 100 km |Total = 422 km (MARATONA)

Local de chegada: Parque Aquático Ponta das Pedras

Quinta-feira, 19/08 – 6ª etapa – “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)

DI – 0 km | TE – 328 km | DF – 148 km |Total = 476 km (FIM MARATONA)

Local de chegada: Pátio de evento Ana das Carrancas

Sexta-feira, 20/08 – 7ª etapa – “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)

DI – 139 km | TE – 240 km | DF – 62 km |TOTAL= 441 km

Local de chegada: Cidade Universitária

Sábado, 21/08 – 8ª etapa – “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)

DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km

Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

Domingo, 22/08 – 9ªetapa – “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)

DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km

Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

– 

Mais informações da equipe:

Facebook e Instagram: @pilotomarcelomedeiros

Assessoria de Imprensa e Consultoria de Comunicação:

SiG Comunicação – sig@sigcomunicacao.com.br

Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos | Josi Castro

+55 (11) 99972-6966 / (11) 98663.1742

Crédito fotos: Fotop

Categorias
Marcelo Taguatur

Marcelo Medeiros fica em segundo entre os quadriciclos na etapa “Padin Ciço” do Sertões 2021

Maranhense tetracampeão da competição segue nesta segunda-feira com destino ao Piauí

Araripina (PE) – Marcelo Medeiros, da Taguatur Racing Team, finalizou a segunda etapa do 29º Sertões na segunda posição entre os quadriciclos. O maranhense, que foi o quarto piloto a largar no dia, atravessou os 241 quilômetros da especial deste domingo, 15, entre Patos (PB) e Juazeiro do Norte (CE) em 04h46min49seg, mais de oito minutos após o primeiro colocado. A etapa ainda reservou um deslocamento final de outros 241 quilômetros até a chegada em Araripina (PE), capital nacional do gesso.

O trecho especial deste domingo teve dois complicadores. A começar pelo clima árido e quente que, mais uma vez botou a prova o condicionamento físico de cada competidor. O outro fator foi o nível de dificuldade da prova, que ficou ainda mais “casca grossa”. Passando por 11 cidades, o trajeto iniciou por fazendas, e se destacou pela quantidade de buracos, mata burros, piso em erosão, trechos bem sinuosos com aclives, entre outras adversidades. A partir do meio da prova, as pistas foram de alta velocidade com piso de cascalhos, pedras e piçarras, bem característica do semi-árido nordestino, Foi nesse trecho que o piloto da Yamaha YFM 700R #100 passou por imprevistos que prejudicaram seu desempenho.

“A prova foi boa e eu estava indo bem, mas tive um problema com o pneu. Tive que parar e remendá-lo. Voltei à prova e logo em seguida reparei que estava vazando no local em que eu havia remendado e eu tive que parar de novo. Isso fez eu perder tempo. Mas dá tempo de recuperar, afinal estamos na segunda etapa ainda e temos mais sete pela frente. Estamos na briga. Amanhã é outro dia”, relata Marcelo Medeiros, que disputa a competição tanto pelo Campeonato Brasileiro de Cross Country quanto pela FIM.

A terceira etapa da competiçãoo reserva uma das especiais mais bonitas de toda a competição. Os 220 quilômetros de trecho de prova entre Araripina (PE) e São Raimundo (PI) passa pela Serra da Capivara, um dos mais antigos sitios arqueológicos das Américas, com pinturas rupestres com mais de 50 mil anos de história. O caminho, por região montanhosas, terá muitas pedras, passagens por pontes altas e caminhos que exigem alta atenção do piloto. A especial promete ser mais travada, com pistas mais estreitas e que no final terá cerca de 15 km em trecho de areia. A previsão do tempo promete sol a pino, com temperatura na casa dos 34ºC.  A navegação e a concentração serão muito importantes nesta etapa. Uma boa estratégia será fundamental.

A competição será dividida em prólogo mais nove etapas. O rali passará ainda por São Raimundo Nonato (PI), Xique-Xique (BA), Petrolina (PE), Delmiro Gouveia (AL), Arapiraca (AL) e Tamandaré (PE), onde será a chegada no dia 22, e sediará a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.

ESULTADO DA 2ª ETAPA – QUADRICICLOS
“Padim Ciço”: Patos (PB) / Araripina (PE)
1) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 04h38min03seg
2) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 04h46min49seg
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 04h54min40seg


RESULTADO GERAL APÓS DUAS ETAPAS – QUADRICICLOS
1) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 09h23min36seg2
2) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 09h23min55seg2
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 09h56min38seg1

Próximos trechos do SERTÕES 2021:

Domingo, 15/08 – 2ª etapa – “Padim Ciço”: Patos (PB) / Araripina (PE)

DI – 20 km | TE – 249 km | DF – 241 km | Total = 511 km

Local da chegada: Parque dos Vaqueiros – Araripina (PE)

Segunda-feira, 16/08 – 3ª etapa – “São Raimundo Nonato”: Araripina (PE) / São Raimundo Nonato (PI)

DI -150 km | TE – 220 km | DF 45 km | Total= 451 Km

Local de chegada: Parque de Exposições – São Raimundo Nonato (PI)

Terça-Feira, 17/08 – 4ª etapa – “Laço do Vaqueiro”: S. Raimundo Nonato (PI)

DI – 0 km |TE – 316 km |DF – 5 km | Total= 321 km

Local de chegada: Parque de Exposições – São Raimundo Nonato (PI)

Quarta-feira, 18/08 – 5ª etapa – “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)

DI – 14 km | TE – 329 km | DF – 100 km |Total = 422 km (MARATONA)

Local de chegada: Parque Aquático Ponta das Pedras

Quinta-feira, 19/08 – 6ª etapa – “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)

DI – 0 km | TE – 328 km | DF – 148 km |Total = 476 km (FIM MARATONA)

Local de chegada: Pátio de evento Ana das Carrancas

Sexta-feira, 20/08 – 7ª etapa – “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)

DI – 139 km | TE – 240 km | DF – 62 km |TOTAL= 441 km

Local de chegada: Cidade Universitária

Sábado, 21/08 – 8ª etapa – “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)

DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km

Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

Domingo, 22/08 – 9ªetapa – “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)

DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km

Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

Mais informações da equipe:

Facebook e Instagram: @marcelomedeiros10

Assessoria de Comunicação:

SiG Comunicação – sig@sigcomunicacao.com.br

Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos | Josi Castro

+55 (11) 99972-6966 / (11) 98663.1742

Crédito fotos: Fotop

Categorias
Marcelo Taguatur

Marcelo Medeiros chega em primeiro entre os quadriciclos na etapa de abertura do Sertões 2021

O maranhense e sua Yamaha YFM 700R #100 completaram os 235 quilômetros da especial do dia, entre Tibau do Sul (RN) e Patos (PB), em 4h29min20seg. Foco do piloto é conquistar o pentacampeonato na maior competição off-road das Américas.

Patos (PB) – Neste sábado, 14, Marcelo Medeiros largou à frente pela vitória no prólogo e concluiu a primeira das nove etapas da 29ª edição dos Sertões em primeiro lugar, entre os quadriciclos. O maranhense, tetracampeão do maior rally das Américas, que compete com sua Yamaha YFM 700R #100 tanto pelo Campeonato Brasileiro de Cross Country quanto pela FIM, completou os 235 quilômetros da especial do dia, entre Tibau do Sul (RN) e Patos (PB), em 4h29min20seg, uma vantagem de mais de oito minutos sobre o segundo colocado na categoria. 

O percurso especial deste sábado exigiu perspicácia e experiência dos pilotos. O início foi um percurso duro, com trechos sinuosos, com piso de muita pedra, cascalhos, mata-burros e buracos, setores de média e baixa velocidade, que atravessou a região de Seridó, considerada umas das mais temidas e difíceis para os pilotos de rally. Fechando o dia, um trajeto montanhoso, com triais técnicos até o início do deslocamento final. Uma etapa que resume o desafio que virá pela frente, com poucos retões e que abusará do conhecimento e da percepção afiada dos competidores.

“Hoje foi um dia muito travado. Muitas pedras no caminho e trecho que exigiu muita atenção na pilotagem. Outro ponto que dificultou nesta etapa foi o calor. O dia foi extremamente quente. O Importante é que nosso quadri terminou inteiro, sem nenhum problema e pronto para os próximos desafios, em busca do penta”, pontuou Medeiros, que faz sua 11ª participação nos Sertões.

Para este domingo, o piloto da Taguatur Racing Team terá pela frente outro duro desfio. A segunda etapa é denominada “Padin Ciço”, porque a chegada da especial passará pertinho da estátua do padroeiro dos nordestinos, com aproximadamente 30 metros de altura, em Juazeiro do Norte (CE). O trecho especial, com 249 quilômetros, passará por 11 cidades e promete ser bem completo. No início, passará por fazendas e o percurso reserva muitos buracos, mata burros e trechos bem sinuosos, que exigirá atenção total do piloto. O trajeto passará a ter pistas mais rápidas do meio para a frente, porém o piso com cascalhos, pedras e piçarras, sem areia. Depois de “pedir a benção” para Padre Cícero, a caravana do Sertões segue para o deslocamento final mais longo da edição. Serão 241 quilômetros até chegar em Araripina (PE), o maior polo gesseiro do Brasil.

O rali passará ainda por São Raimundo Nonato (PI), Xique-Xique (BA), Petrolina (PE), Delmiro Gouveia (AL), Arapiraca (AL) e Tamandaré (PE), onde será a chegada no dia 22, e sediará a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.

RESULTADO DA 1ª ETAPA – QUADRICICLOS
“Seridó”: Praia da Pipa – Tibau do Sul (RN) / Patos (PB)
1) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 04h29min20seg5
2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 04h37min43seg8
3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 04h50min10seg4



Próximos trechos do SERTÕES 2021:


Domingo, 15/08 – 2ª etapa –
“Padim Ciço”: Patos (PB) / Araripina (PE)
DI – 20 km | TE – 249 km | DF – 241 km | Total = 511 km
Local da chegada: Parque dos Vaqueiros – Araripina (PE)

Segunda-feira, 16/08 – 3ª etapa
– “São Raimundo Nonato”: Araripina (PE) / São Raimundo Nonato (PI)
DI -150 km | TE – 220 km | DF 45 km | Total= 451 Km
Local de chegada: Parque de Exposições – São Raimundo Nonato (PI)

Terça-Feira, 17/08 – 4ª etapa
– “Laço do Vaqueiro”: S. Raimundo Nonato (PI)
DI – 0 km |TE – 316 km |DF – 5 km | Total= 321 km
Local de chegada: Parque de Exposições – São Raimundo Nonato (PI)

Quarta-feira, 18/08 – 5ª etapa – “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)
DI – 14 km | TE – 329 km | DF – 100 km |Total = 422 km (MARATONA)
Local de chegada: Parque Aquático Ponta das Pedras

Quinta-feira, 19/08 – 6ª etapa
– “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)
DI – 0 km | TE – 328 km | DF – 148 km |Total = 476 km (FIM MARATONA)
Local de chegada: Pátio de evento Ana das Carrancas

Sexta-feira, 20/08 – 7ª etapa
– “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)
DI – 139 km | TE – 240 km | DF – 62 km |TOTAL= 441 km
Local de chegada: Cidade Universitária

Sábado, 21/08 – 8ª etapa
– “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)
DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km
Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

Domingo, 22/08 – 9ªetapa
– “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)
DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km
Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

Mais informações da equipe:
Facebook e Instagram: @pilotomarcelomedeiros

Assessoria de Comunicação:

SiG Comunicação
Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos | Josi Castro
– (11) 99972-6966 / (11) 98663.1742
sig@sigcomunicacao.com.br

Crédito fotos: Fotop

Categorias
Marcelo Taguatur

Rally dos Sertões: Marcelo Medeiros vence prólogo na categoria quadriciclos na edição 2021

Programação do rali está a todo o vapor e o piloto maranhense, que compete na categoria Quadriciclo FIM, acompanha a movimentação na Praia da Pipa (RN) nesta sexta-feira (13), onde ocorreu a definição do grid de largada pela manhã e a Largada Promocional à tarde

Tibau do Sul (RN) – Principal competição off-road do país, e segunda em importância mundial, o Rally dos Sertões chega em 2021 em sua 29ª edição. Uma das equipes que acompanhou o desenvolvimento e evolução da prova ao longo dos últimos anos é a equipe Taguatur Racing Team, que conta com o piloto de São Luís do Maranhão, Marcelo Medeiros, que além de tudo, é o tetracampeão da categoria quadriciclos de 2012, 2015, 2019 e 2020, além de vice-campeão em 2013. O novo desafio acontece entre os dias 13 a 22 de agosto, e Marcelo terá na luta pelo título da categoria Quadriciclo FIM, o Yamaha (YFM 700R) como companheiro.

“Os quadriciclos foram os primeiros a disputar o prólogo e foi muito bom. Andei cauteloso e consciente, pois o piso estava com barro, muito liso devido à chuva de ontem”, contou Medeiros que compete pela 11ª vez no Rally dos Sertões.

“A expectativa é grande de começar o rali. Agora para primeira etapa vamos fazer uma pequena revisão no quadri. Muitos pilotos como eu estão ansiosos para transpor esse início pesado de trajeto nas duas primeiras etapa com 400 quilômetros e em seguida em 509 quilômetros. Mas estou confiante para buscar o penta”, finaliza Marcelo Medeiros.

As atividades começaram na terça-feira (10), com a abertura de box, na Vila Sertões, montada na Praia da Pipa, em Tibau do Sul (RN), onde a equipe montou a sua estrutura. Na quarta (12) e quinta (17) foram realizadas as vistorias técnicas e administrativas, coletiva de imprensa e briefing. Na sexta-feira (13), a partir das 08 horas, os competidores saíram do parque de apoio para a disputa do prólogo, que teve aproximadamente 11 quilômetros. Às 18h30, também na Vila Sertões, acontecerá a largada promocional, para a apresentação dos competidores e seus super bólidos do rali.

Medeiros fala sobre os momentos de preparação para a largada do Sertões. “O quadriciclo está pronto, só acelerar. Além da preparação do veículo de competição, também pensamos e planejamos toda a estrutura de apoio. Neste ano, o roteiro é totalmente em solo nordestino e a logística foi mais elaborada devido à largada ser na Praia da Pipa (RN) e termos partido de São Luís do Maranhão”, conclui o piloto de 32 anos.

A largada da 29ª edição do Rally dos Sertões acontece neste sábado, 14, na Praia do Pipa, na Reserva Aporã, em Tibau do Sul  (RN) para 3.615 quilômetros (2.202 cronometrados). O rali passará por Patos (PB), Araripina (PE), São Raimundo Nonato (PI), Xique-Xique (BA), Petrolina (PE), Delmiro Gouveia (AL), Arapiraca (AL) e Tamandaré (PE), onde sediará a chegada no dia 22, com a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.

RESULTADO DO PRÓLOGO – QUADRICICLOS

1) #100 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM-700R, Taguatur Racing Team, 07min45seg0

2) #107 Manuel Andujar, Yamaha Raptor 700, Bianchini Rally, 07min48seg9

3) #101 Rafal Sonik, Yamaha Raptor, Sonik Team, 08min47seg4

O ROTEIRO DO SERTÕES 2021

Sábado, 14/08 – 1ª etapa – “Seridó”: Praia da Pipa – Tibau do Sul (RN) / Patos (PB)

DI – 82 km | DE – 235 km | DF – 98 km | Total= 415 km

7h00 às 12h00 – Largada Especial – Zona Espectador

Local da chegada: Condomínio Vázea da Jurema – Patos (PB)

Domingo, 15/08 – 2ª etapa – “Padim Ciço”: Patos (PB) / Araripina (PE)

DI – 20 km | TE – 249 km | DF – 241 km | Total = 511 km

Local da chegada: Parque dos Vaqueiros – Araripina (PE)

Segunda-feira, 16/08 – 3ª etapa – “São Raimundo Nonato”: Araripina (PE) / São Raimundo Nonato (PI)

DI -150 km | TE – 220 km | DF 45 km | Total= 451 Km

Local de chegada: Parque de Exposições – São Raimundo Nonato (PI)

Terça-Feira, 17/08 – 4ª etapa – “Laço do Vaqueiro”:  S. Raimundo Nonato (PI)

DI – 0 km |TE – 316 km |DF – 5 km | Total= 321 km

Local de chegada: Parque de Exposições – São Raimundo Nonato (PI)

Quarta-feira, 18/08 – 5ª etapa – “Xique-xique”: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)

DI – 14 km | TE – 329 km | DF – 100 km |Total = 422 km (MARATONA)

Local de chegada: Parque Aquático Ponta das Pedras

Quinta-feira, 19/08 – 6ª etapa- “Velho Chico”: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)

DI – 0 km | TE – 328 km | DF – 148 km |Total = 476 km (FIM MARATONA)

Local de chegada: Pátio de evento Ana das Carrancas

Sexta-feira, 20/08 – 7ª etapa – “Lampião”: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)

DI – 139 km | TE – 240 km | DF – 62 km |TOTAL= 441 km

Local de chegada: Cidade Universitária

Sábado, 21/08 – 8ª etapa – “Alagoas”: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)

DI – 9 km | TE – 152 km | DF – 87 km | TOTAL= 249 km

Local de chegada: Planetário e Casa da Ciência

Domingo, 22/08 – 9ªetapa- “Sertão virou mar”: Arapiraca (AL) / Tamandaré (PE)

DI – 194 km | TE – 133 km | DF – 18 km | TOTAL= 344 km

Local de chegada: Forte de Santo Inácio de Loyola

TOTAL GERAL= 3.615 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.202 km

Mais informações da equipe:

Facebook e Instagram: @pilotomarcelomedeiros

Assessoria de Comunicação:

SiG Comunicação

Silvana Grezzana Santos – (11) 99972-6966

Luciano Santos – (11) 98663.1742

sig@sigcomunicacao.com.br

Foto: Marcelo Machado de Melo/Fotop

Categorias
Marcelo Taguatur

Marcelo Medeiros segue viagem rumo ao Rally dos Sertões 2021

Será a 11ª participação do tetracampeão da mais longa das provas brasileiras de off-road. Cotado como favorito entre os quadriciclos, piloto afirma estar maduro e tranquilo para a competição. Serão 1.472 km de distância com a equipe Taguatur Racing entre São Luís (MA) e Tibau do Sul (RN)

A maior aventura nacional resultado da mistura entre automobilismo e natureza começa na próxima semana. O maranhense Marcelo Medeiros, tetracampeão do Sertões nos quadriciclos, já está a caminho do litoral do Rio Grande do Norte no próximo domingo, 08, para a sua 11ª participação na prova off-road mais longa do país.

O piloto da Taguatur Racing e seu Yamaha 700 vão se submeter, a partir do sábado, dia 14, a mais de 3,5 mil quilômetros, entre deslocamentos e especiais cronometradas, desde a Praia da Pipa até a cidade de Tamandaré, na mesorregião metropolitana de Recife, no Pernambuco, com chegada prevista em 22 de agosto. Mas antes terá a realização do prólogo com 11 quilômetros para definir a ordem de largada no dia 13 de agosto.

Considerado um dos favoritos da categoria, Medeiros considera que esta edição dos Sertões terá um significado particular. “Estamos prontos e ansiosos. Sabemos que todo ano é um rali diferente. Nestes onze anos de rali, ganhamos em superação e acumulamos experiência. A logística ficou muito boa com deslocamentos mais curtos e em uma região com piso que gosto de pilotar, mais arenoso e bem técnico. Não vejo a hora de acelerar!”, analisa o piloto campeão das edições de 2012, 2015, 2019 e 2020, além de deter o vice em 2013. 

“Realizamos treinos como preparação, além da disputa do Rally Jalapão (junho) com quatro dias de provas. Estamos programados para atender toda a necessidade da equipe durante os dias de prova. O segredo é ter tranquilidade para que nada saia errado, apesar da ansiedade.  O mais importante é manter a constância e ritmo para concluir as nove etapas e subir ao pódio”, ressalta o maranhense.

O box da equipe estará montado na Vila Sertões, sediado na Praia do Pipa. Marcelo e a Taguatur Racing passarão pelo credenciamento, vistoria de equipamentos pela FIM – Federação Internacional de Automobilismo e pela CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo, briefing técnico, além da tomada de tempos e a largada promocional, que fazem parte das atividades preliminares do evento acontecerão entre os dias 12 e 14 de agosto.

Patrocinados através da Lei de Incentivo ao Esporte do Estado do Maranhão do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, piloto e equipe contam com uma forte estrutura de apoio para resistir durante os dez dias de prova, incluindo mecânico, auxiliar e cozinheiro. Tudo isso para encarar uma prova que desafia a potência da Yamaha 700 e a resistência física e psicológica do piloto.

A 29ª edição do Sertões promete um roteiro ainda mais desafiador com percurso 100% nordestino. Partindo de Tibau do Sul (RN), no sábado, 14 de agosto, serão nove dias de intensos obstáculos. Os participantes vão percorrer todo tipo de estradas, terrenos e trilhas, nos sete dos nove estados do Nordeste – Rio Grande do Norte, Paraíba, Piauí, Bahia, Alagoas, Ceará e Pernambuco, que destaca os diferentes aspectos do sertão brasileiro. Estão inscritos 203 veículos no grid: 93 UTVs, 73 motos e quadriciclos e 37 carros.

No total, serão 2.180 quilômetros de especiais (trechos cronometrados) em um trajeto que promete desafios: trechos sinuosos, terrenos de cascalho, areia, piçarra, pedras grandes e lajes, além de poeira e muito calor. Mas também presenteia os amantes do off-road com paisagens incríveis a serem descobertas entre as belezas do Nordeste.

Outro destaque da competição é a tradicional Etapa Maratona, distância que deve ser encarada sem o apoio de manutenção da equipe. Ou seja, caso o quadriciclo apresente algum problema, o próprio piloto terá que fazer os reparos. No Sertões 2021, a maratona inicia São Raimundo Nonato, no Piauí, passa por Xique-Xique, na Bahia, e finaliza Petrolina, no Pernambuco, totalizando 889 quilômetros de resistência.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão e do Centro Elétrico, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões.

Roteiro do Sertões 2021

Sexta-feira, 13/08 – Prólogo – 11 km

Sábado, 14/08 – 1ª etapa: Praia do Pipa, Tibau do Sul (RN) / Patos (PB)

DI – 82 km | DE – 235 km | DF – 93,2 km | Total= 410 km

Domingo, 15/08 – 2ª etapa: Patos (PB) / Araripina (PE)

DI – 27 km | TE – 245 km | DF – 237 km | Total = 509 km

Segunda-feira, 16/08 – 3ª etapa: Araripina (PE) / São Raimundo Nonato (PI)

DI -146 km | TE – 220 km | DF 38 km | Total= 404 Km

Terça-Feira, 17/08 – 4ª etapa: S. R. Nonato (PI) / S. Raimundo Nonato (PI)

DI – 0 km |TE – 306 km |DF – 5 km | Total= 311 km

Quarta-feira, 18/08 – 5ª etapa: S. Raimundo Nonato (PI) / Xique-Xique (BA)

DI – 11 km | TE – 329 km | DF – 93 km |Total = 433 km (MARATONA)

Quinta-feira, 19/08 – 6ª etapa: Xique-Xique (BA) / Petrolina (PE)

DI – 0 km | TE – 310 km | DF – 146 km |Total = 456 km (FIM MARATONA)

Sexta-feira, 20/08 – 7ª etapa: Petrolina (PE) / Delmiro Gouveia (AL)

DI – 133 km | TE – 242 km | DF – 60 km |TOTAL= 435 km

Sábado, 21/08 – 8ª etapa: Delmiro Gouveia (AL) / Arapiraca (AL)

DI – 7 km | TE – 152 km | DF – 80 km | TOTAL= 235 km

Domingo, 22/08 – 9ªetapa: Arapiraca (AL) / Praia de Tamandaré (PE)

DI – 190 km | TE – 141 km | DF – 20 km | TOTAL= 351 km

TOTAL GERAL= 3.548 km | TOTAL DE ESPECIAIS= 2.180 km

Mais informações da equipe:

Instagram: @marcelomedeiros10

Facebook: @pilotomarcelomedeiros

Consultoria de Comunicação e Assessoria

SIG Comunicação – sig@sigcomunicacao.com.br

Silvana Grezzana Santos | Luciano Santos

Telefone: +55 (11) 999.726.966 | (11) 986.631.742

www.sigcomunicacao.com.br

Créditos fotos: Fotop